Logo abaixo a Galeria dos Meus Leitores Especiais

Autor

Autor
Pseudônimos

Num barco, no mar revolto de palavras

Um texto só sobrevive, se arrebanhar um leitor!!!!
Um leitor só existe, se alguém escrever!!!


quarta-feira, 27 de julho de 2016

Aguardem o Lançamento do mais novo Livro de Sartório Wilen


segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

Sem apego

Sem apego

- Tá na moda o Desapego!
- O que é isso?
- É quando uma coisa já não serve mais, a gente doa ou vende barato pra desocupar!
- Qualquer coisa?
- Desde que se aproveite!
- Então vou entrar nessa moda!
- Mas você tem algo pra desapegar?
- Você!
- ???
(Santiago Derin)

A revelação

A revelação

- Estou muito contente hoje!
- Ora meu bem, por quê?
- Vou contar um segredo!
- Sou todo ouvido para você!
- Vou deixar o meu marido!
- Você já me disse isso há dois anos. Não é mais segredo!
- É... Só que agora resolvi completar a frase!
- Que frase?
- Eu vou deixar o meu marido!
- Tá e daí? Como vai ficar?
- "Eu vou deixar o meu marido matar você por ser meu amante!"
- ???
(Santiago Derin)

O medo do medo

O medo do medo

Era para ser apenas mais um sábado, porém ele tinha algo diferente e descomunal. Tinha duas meias-noites. Isso já me preocupava muito os meus medos.
Eis que a minha cachorra levantou as orelhas e eu me derreti de medo. Escorreguei-me por debaixo da porta e saí. Fora, eu tinha mais espaço para me proteger.
Foi então que na primeira meia-noite eu vi. Era um ser muito esquisito, tinha mãos grandes, uma cara torta!
Fechei os olhos e só abri muito depois da segunda meia-noite. O medo me protegeu!
(Santiago Derin)

De meia em meia

De meia em meia

- Por que essa cara?
- Noite mal dormida.
- Perdeu o sono?
- Não!
- O que foi então?
- Achei o que não queria achar!
- O que você achou?
- Só Zika!
- Zika doença?
- Não. Zika azar!
- Pô! Conta logo!
- Eu fechei os olhos e ela apareceu!
- Ela quem?
- A loira do banheiro!
- Cara do céu... E daí?
- Entrei em crise!
- Que jeito era ela?
- Ela tinha só a metade do corpo!
- É Cara!
- Ela tava só com a parte de baixo do corpo na primeira meia-noite!
- E daí, o que você fez?
- Fechei bem duro os olhos e cobri a cabeça!
- E depois, Cara?
- Abri os olhos, ela estava lá ainda...
- Com metade do corpo?
- De corpo inteiro!
- Nossa que estranho...
- Estranho nada! Já era a segunda meia-noite!
- Que tem a ver isso?
- Ela tava desesperada!
- Oras bolas, por quê?
- Em Lendas não tem horário de Verão! Quando muda o horário, as personagens sofrem para se atualizarem
- ???
(Santiago Derin)

Um agradecimento

Agradecimento

Quero agradecer de coração a Maria Andradina por fazer o João Veloso sofrer tanto. Agradecê-la por tê-lo jogado nas sarjetas da vida.
Eu me lembro, como se fosse hoje, quando o encontrei em uma situação de penúria. Num baixo astral desgraçado. Desempregado e até já encaminhado ao alcoolismo.
Ele me olhou como um cão sem dono. Seu olhar era de um pedido de socorro. Atendi com muita pena e o intuito era apenas ajuda-lo.
O tempo foi passando e os nossos olhares se encontrando e se conhecendo. Nossos lábios não resistiram e também se encontraram. Nossos corpos também se apeteciam.
Pouco tempo depois, ele já se encontrava em meu leito envolvido nos carinhos de um romance como no filme " Uma linda Muller "
Hoje eu me sinto tão segura do seu amor e ele do meu, que se você Maria Andradina se sentir confortável pode vir em casa para festejar o nosso quinto ano da união e de nossa felicidade conjugal.


Ass: Esperança do Amor Veloso

(Santiago Derin)